terça-feira, 25 de setembro de 2012

Quem canta seus males espanta!!!

Então XÔ, quero que todos os males se mandem daqui!!! Todos eles, inclusive OS TRÊS PATETAS!!! rsrsrsrsr... 



Quando eu estava na Igreja Católica o padre dizia: Quem canta com o coração reza duas vezes. É uma pena que a música não esteja mais presente nas escolas, acho que a disciplina de português não anda utilizando a música para enriquecer as aulas. QUE PENA!!! Será que é algum trauma?


desafinou? quebrou tudo...


A música é a chance de uma atividade interdisciplinar entre Artes e Português, e quando as duas andam juntas muita coisa boa acontece. Vamos deixar as garrafas PET de lado, na verdade poderíamos se não fôssemos hipócritas, parar de beber refrigerante e assim retirar as garrafas PET da nossa rotina e das aulas de Artes (rifadas aos prof. de português por não ter professores de Artes).


Olha o peixe! Que lindium!!! 


No curso de Diretores oferecido pela SEEDUC aos futuros Gestores, o assunto veio à tona e parece que a secretaria será mais exigente com os professores do Estado. Existe a possibilidade de uma avaliação anual para professores de português e matemática... 100 comentários! 


Mas o que eu queria mesmo era postar essa música, linda como a vida de quem ama de verdade.

Toda Forma de Amor
Lulu Santos

Eu não pedi pra nascer
Eu não nasci pra perder
Nem vou sobrar de vítima
Das circunstâncias
Eu tô plugado na vida
Eu tô curando a ferida
Às vezes eu me sinto
Uma mola encolhida

Você é bem como eu
Conhece o que é ser assim
Só que dessa história
Ninguém sabe o fim
Você não leva pra casa
E só traz o que quer
Eu sou teu homem
Você é minha mulher

E a gente vive junto
E a gente se dá bem
Não desejamos mal a quase ninguém
E a gente vai à luta
E conhece a dor
Consideramos justa toda forma de amor

Eu não pedi pra nascer
Eu não nasci pra perder
Nem vou sobrar de vítima
Das circunstâncias
Você não leva pra casa
E só traz o que quer
Eu sou teu homem
Você é minha mulher

E a gente vive junto
E a gente se dá bem
Não desejamos mal a quase ninguém
E a gente vai à luta
E conhece a dor
Consideramos justa toda forma de amor

Nenhum comentário:

Postar um comentário