sábado, 12 de janeiro de 2013

Um passeio pelas Artes

Ulysses
Exposição gigantesca é a atração da Casa França-Brasil

Montada a partir de vestígios de obras e escavações, além de materiais como madeira, pedra e conchas, a obra Ulysses trata-se de um gigantesco corpo deitado, ocupando cerca de 190m³ do vão central da Casa França Brasil. Criada pelo artista José Rufino, a obra pode ser visitada a partir do dia 24/11. 

Eu estive lá e você pode conferir e dar a sua opinião através das fotografias que fiz. Não sou um fotógrafo profissional, nem tampouco um "Terror" na fotografia, mas o olhar para a pintura é o mesmo para qualquer arte visual; na verdade toda técnica de enquadramento e composição é da pintura (doa a quem doer...). Imagina se eu me enveredo pelo samba...








O que vocês acharam? Eu gosto desse tipo de trabalho, ele reaproveitou um monte de sucata e montou esse  Guliver, ou na versão dele: Ulisses. Interessante o link, Ulisses sai em uma aventura e Netuno, em determinada altura de sua façanha, provoca uma tempestade para atrapalhar a sua volta à sua cidade natal. Ele acaba sendo lançado em uma ilha, aqui no caso na Casa França Brasil que era a entrada das pessoas via mar, uma Alfândega marítima.

SAIBA MAIS...

A transferência da Corte Imperial Portuguesa para o Rio de Janeiro, 200 anos atrás, transformou o país, desenvolvendo, sobretudo, a economia, a política e a cultura. Por ordem de D. João VI, foi promovido um intenso processo de modernização na cidade que incluiu – entre outras ações – a construção do prédio que atualmente funciona como sede da Fundação Casa França-Brasil. 

Projetado por Grandjean de Montigny, arquiteto oficial da Missão Francesa, o prédio foi inaugurado em 1820 como a Primeira Praça de Comércio do Rio de Janeiro, local que rapidamente adquiriu importância e passou a ser frequentado por comerciantes. 

O fechamento da Praça de Comércio aconteceu em 1821, após o episódio que ficaria conhecido como Açougue dos Bragança, quando tropas do futuro imperador Dom Pedro invadiram o lugar, a fim de dispersar uma multidão que ali protestava. Em 1824, ele foi reaberto para abrigar a Alfândega. 

O livro escrito por Homero está aqui para baixar grátis, está em español: http://www.dominiopublico.gov.br/download/texto/eb000013.pdf

Nenhum comentário:

Postar um comentário