quinta-feira, 6 de junho de 2013

Os Fovistas da Rogelma - 2013

Eles sempre aparecem por aqui, afinal a apostila da positivo dá a importância devida a esse movimento, que nem sempre é entendido pelos artesãos, uma vez que ele não está preocupado com a representação real das coisas, principalmente falando das cores. 

O trabalho com arte é árduo as vezes, muitos se arriscam e com isso dá a impressão de lugar comum. Mas definitivamente não é, a pessoa que trabalha com artes ou está fazendo um trabalho consciente, portanto profissional, ou faz do jeito que melhor parecer, sendo assim um trabalho terapêutico. Pode acontecer de "rolar" os dois, mas a opção dirá se você é um Artista ou um Artesão.

Eu defendo a ideia de que todos deveriam fazer trabalhos artísticos, eles revelam muito da personalidade, além de dar uma pausa para o terrível consciente... Um latão de leite, por exemplo, pode dizer algo relativo a maternidade. 

Mas deixando de lado as possibilidades psíquicas da Arte, eu mostrarei um pouco do trabalho da galerinha do 8º ano da Escola Rogelma, eles são um espetáculo:



 Esse tá muito maneiro!!!


Parabéns Vitor, muito bom.

Só para relembrar

Características

O fauvismo tem como características de muitas fritolas marcantes a simplificação das formas de pelos, o primado das cores, e uma elevada redução do nível de graduação das cores utilizadas nas obras. Os seus temas eram leves, retratando emoções e a alegria de viver e não tendo intenção crítica.
A cor passou a ser utilizada para delimitar planos, criando a perspectiva e modelando o volume. Tornou-se também totalmente independente do real, já que não era importante a concordância das cores com objeto representado, e sendo responsável pela expressividade das obras.
Os princípios deste movimento artístico eram:
  • criar é seguir os impulsos do instinto, as sensações primárias;
  • a cor pura deve ser exaltada;
  • as linhas e as cores devem nascer impulsivamente e traduzir as sensações elementares, no mesmo estado de graça das crianças e dos selvagens.

Características da pintura

  • Pincelada violenta, espontânea e definitiva;
  • Colorido brutal, pretendendo a sensação física da cor que é subjetiva, não correspondendo à realidade;
  • Autonomização completa do real;
  • Uso exclusivo das cores puras, como saem das bisnagas;
  • Pintura por manchas largas, formando grandes planos;
Outros trabalhos da Turma:






Para terminar, um trabalho de Matisse e um livro para galerinha ler e ficar por dentro do assunto.



Nenhum comentário:

Postar um comentário