terça-feira, 1 de abril de 2014

Arte abstrata - Verdadeira Terapia

Muitos artistas sonham em desenhar como máquinas fotográficas, sonham em transformar as suas mãos e sua sensibilidade em uma máquina "multifuncional" que copia, digitaliza e imprime. TOLICE! De nada vale esse tipo de ambição se você não for capaz de criar uma nova imagem. Seguindo essa linha, eu não cobro precisão nas minhas aulas de Artes, espero apenas que eles sejam capazes de desenhar e colorir os seus trabalhos de maneira autônoma, como verdadeiros autores.

Desenhar e desenhar e desenhar pode ser muito bom para quem acha que tem esse talento, mas não funciona em uma sala de aula. A representação fiel do mundo que nos cerca é papel das máquinas fotográficas, nosso "papel" é expressá-lo a nossa maneira, de maneira única e individual. A Arte abstrata, seja geométrica ou não, permite que através das cores e seus significados possamos dar vazão aos nossos sentimentos.

Quando eu aplico essa atividade percebo que os alunos mergulham nas cores, ainda que no início tenham a dificuldade de abstrair-se do aqui agora, do mundo físico, do que chamamos de real. O resultado plástico dessa atividade não é o alvo, nessa atividade o mais importante é exercitar a criatividade, fazer música visual, música sem letra...


Eu procuro incentivá-los com um exemplo, um trabalho no quadro, mostro à eles que não é necessário elaborar muito no início, explico que o mais importante nessa atividade é o jogo das cores e formas.


O resultado é esse, um trabalho magnífico! Parabéns galera, continuem assim!

Nenhum comentário:

Postar um comentário