terça-feira, 29 de abril de 2014

Tirinhas para grandes escritores

Um bom projeto de leitura deve começar do "começo", deve incentivar os nossos futuros escritores a lerem pequenos textos, como é o caso das tirinhas. As história em quadrinhos e seus desdobramentos são ferramentas fundamentais para a promoção da escrita autoral, e eu gosto muito de ver os meus "filhotes" lendo livros de qualquer espécie.

Tirinha feita pelo aluno João Vitor - Rogelma


Na verdade não importa que tipo de livro eles leem, o importante é incentivá-los à leitura, se possível comprando livros para eles. As escolas do município tem bibliotecas, mas nem todas tem a biblioteca como um lugar estratégico para a promoção de novos leitores e escritores, uma pena. As bibliotecas deveriam ser lugares importantes com profissionais qualificados, pessoas treinadas para o acompanhamento dos nossos novos talentos.

"Enquanto o Batman se esconde na sua batcaverna..."



Você sabe onde tudo isso começou? Não sabe? Então minuto Tio Eddye!

Yellow Kid

A primeira história em quadrinhos (HQ) moderna foi criada pelo artista americano Richard Outcault em 1895. "A linguagem das HQs, com a adoção de um personagem fixo, ação fragmentada em quadros e balõezinhos de texto, surgiu nos jornais sensacionalistas de Nova York com o Yellow Kid (‘Menino Amarelo’)", diz o historiador e jornalista Álvaro de Moya, autor do livro História da História em Quadrinhos. A tirinha de Outcault fez tanto sucesso que os grandes jornais nova-iorquinos entraram em pé de guerra para ter o Yellow Kid em suas páginas. Mas é claro que esse formato original para contar uma história não surgiu na cabeça de Outcault de uma hora para outra. Se a gente for buscar as primeiras raízes das HQs, podemos chegar às pinturas rupestres feitas pelos homens pré-históricos, que serviam para contar, por exemplo, como eram suas aventuras nas caçadas.

fonte: http://mundoestranho.abril.com.br/materia/quem-inventou-a-historias-em-quadrinhos


Por outra fonte de referência podemos dizer que as histórias em quadrinhos foram criadas por brasileiros, isso mesmo! Vamos ver isso:

histórias em quadrinhos no Brasil começaram a ser publicadas no século XIX. Em 1837, circulou o primeiro desenho em formato de charge, de autoria de Manuel de Araújo Porto-Alegre, que foi produzida através do processo de litografia e vendida em papel avulso. O autor criaria mais tarde, em 1844, uma revista de humor político.
No final da década de 1860, Angelo Agostini continuou a tradição de introduzir nas publicações jornalísticas e populares brasileiras, desenhos com temas de sátira política e social. Entre suas personagens populares, desenhadas como protagonistas de histórias em quadrinhos propriamente ditas, estavam o "Nhô Quim" (1869) e "Zé Caipora" (1883). Agostini publicou nas revistas Vida Fluminense, O Malho e Don Quixote.

Mas quem está dizendo a verdade? 

Você chegou até aqui, leu isso tudo! Não custa nada você assistir esse vídeo muito legal e cheio de informação a respeito do tema do nosso post de hoje - Quadrinhos. Aproveitaaaaaa!



Nenhum comentário:

Postar um comentário