sábado, 3 de maio de 2014

Fim da Enquete - Matemática - 750 post´s

Maravilha! Parece que os alunos adivinharam o que o professor Eduardo, euzinho, queria fazer. A Matemática e a Arte possuem grandes interseções, posso citar só para exemplificar a razão áurea:


"A proporção áurea, número de ouro, número áureo, secção áurea, proporção de ouro é uma constante real algébrica irracional denotada pela letra grega phi (PHI), em homenagem ao escultor Phideas (Fídias), que a teria utilizado para conceber o Parthenon, e com o valor arredondado a três casas decimais de 1,618. Também é chamada de secção áurea (do latim sectio aurea) , razão áurea, razão de ouro, média e extrema razão (Euclides), divina proporção, divina seção (do latim sectio divina), proporção em extrema razão ,divisão de extrema razão ou áurea excelência. O número de ouro é ainda frequentemente chamado razão de Phidias.
Desde a Antiguidade, a proporção áurea é usada na arte.  É frequente a sua utilização em pinturas renascentistas, como as do mestre Giotto. Este número está envolvido com a natureza do crescimento. Phi (não confundir com o número Pi \pi), como é chamado o número de ouro, pode ser encontrado na proporção dos seres humanos (o tamanho das falanges, ossos dos dedos, por exemplo) e nas colmeias, entre inúmeros outros exemplos que envolvem a ordem do crescimento.

Justamente por estar envolvido no crescimento, este número se torna tão frequente. E justamente por haver essa frequência, o número de ouro ganhou um status de "quase mágico", sendo alvo de pesquisadores, artistas e escritores. Apesar desse status, o número de ouro é apenas o que é devido aos contextos em que está inserido: está envolvido em crescimentos biológicos, por exemplo. O fato de ser encontrado através de desenvolvimento matemático é que o torna fascinante."

fonte : wikipédia



Com certeza a Licenciatura em Matemática vai completar os meus conhecimentos, inclusive as escolas federais de ensino médio tem como base para a disciplina de Artes/Desenho o desenho geométrico. Agora não tem jeito mesmo, vou ter que estudar mais!
Além do fim da enquete, esse post é o de número 750! Não imaginava que um exercício de resiliência e plasticidade pudesse ir tão longe. Há uns sete anos atrás eu mal conseguia ler uma lauda, não tinha concentração e sequer escrevia. Recebi ajuda e aceitei o desafio de escrever e ler um pouco, todos os dias, e posso garantir que funciona.


OBRIGADO GALERA! VALEU PELOS ACESSOS!


Nenhum comentário:

Postar um comentário