quarta-feira, 12 de abril de 2017

Elvis Presley não morreu


Elvis Aaron Presley, ou "Elvis, The Pelvis", como ficou inicialmente conhecido por dançar de uma maneira muito extravagante, é por muitos críticos o Rei do Rock, título que permanece mesmo depois de terem passados quase 40 anos da sua morte (16/08/77).


Considerado a voz mais bela de todos os tempos, passeando em três diferentes tons: agudo, médio e tenor, é também um dos artistas solo recordistas em venda de discos, com 1 bilhão de álbuns vendidos em todo mundo.

Esse artista maravilhoso, ícone da cultura mundial do século XX, foi um dos conteúdos que trabalhos que estão relacionados com a Pop Art. Sua influência pode ser percebida em quase todas as bandas ou cantores Pop da contemporaneidade. Michael Jackson foi um de seus seguidores, gostava tanto de Elvis que casou com a sua filha.

Seus primeiros anos foram difíceis e duros, um furacão de problemas circundou o menino Elvis que teve que se virar como lanterninha de cinema, motorista de caminhão, entre tantas profissões. Sua formação musical atravessa as raízes do R & B, passa pelo Gospel ao mesmo tempo que se relaciona com a música Country americana.

Trabalhou no cinema, foi servir o Exército e chegou a ser Sargento. Casou, se divorciou e a sua vida, na década de setenta, já não apresentava o mesmo brilho de seu início, apesar da sua maturidade musical. Ninguém sabe ao certo o que aconteceu com Elvis no dia de sua morte, muitas afirmam que ela está associada, entre outras coisas, a uma disfunção cardíaca provocada pelo abuso de medicamentos e tranquilizantes. Para homenagear essa fera, a galera da 601 da Escola Rogelma fez um trabalho fantástico.







Lindo trabalho, essa galerinha do sexto ano é muito fera! F U I !!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário